De onde vem o tártaro nos dentes?

20/05/2016 às 15:51 0 comentários Blog, Hospital da Face

De onde vem o tártaro nos dentes?

            Após cada uma das refeições diárias, restos de alimentos se misturam a outros componentes da saliva e se depositam sobre a superfície dos dentes, o que atrai as bactérias já presentes na boca. Este conjunto se multiplica formando a placa bacteriana que é coberta por uma espécie de película branca, o chamado tártaro.

Quando a escovação não é realizada de maneira adequada e não consegue remover a placa, ela endurece por conta da mineralização. Esta transformação ocorre devido aos cristais de cálcio e magnésio que são produzidos pelas glândulas salivares.

O tártaro é, portanto, a placa calcificada ou endurecida que se liga ao esmalte do dente e abaixo da margem gengival. Por vezes, é facilmente visível e seu sinal mais comum é apresentar uma cor marrom ou amarela nos dentes na região da margem gengival. Como o tártaro é poroso, ele absorve bactérias e manchas provenientes, por exemplo, do consumo de café, chá ou tabaco.

Como evitar a formação do tártaro nos dentes?

Sua formação pode ser evitada com uma correta higienização bucal que pode contar com a ajuda de um creme dental anti-tártaro e o uso do fio dental diariamente.

O que fazer para removê-lo?

Uma vez formado, o tártaro não pode ser removido com uma escovação simples e o seu acúmulo excessivo pode acabar pressionando e irritando a gengiva que fica mais vulnerável a inflamações, sangramentos, gengivites, o surgimento de cáries e outras doenças. É necessária uma limpeza mais profunda com instrumentos específicos, conhecida como raspagem e que deve ser realizada somente pelo seu dentista.

O controle do tártaro é essencial para manter os seus dentes e gengivas sempre saudáveis. Portanto, realize uma higienização bucal adequada após cada uma das refeições diárias, evite alimentos muito ácidos ou doces e visite o dentista regularmente.

Comentários