Odontofobia: medo de ir ao dentista

29/08/2019 às 9:00 0 comentários Blog

Apesar de parecer engraçado para algumas pessoas, a odontofobia, como chamamos o medo de dentista é mais comum do que se imagina. Essa aversão ocorre devido à experiências desagradáveis no passado. No mais, o paciente que nunca foi ao dentista ainda pode sentir medo em relação à dor e ao desconforto causado pelos tratamentos.

A odontofobia é comum tanto em crianças quanto em adultos. A boa notícia é que o problema tem tratamento. Quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe a leitura deste post!

Quais outros fatores influenciam o paciente a ter medo do dentista?

Esse medo também é comum, pois, muitos pacientes relacionam os tratamentos odontológicos à dor e desconforto. Em crianças, a fobia pode ocorrer devido a uma experiência ruim ou até mesmo, porque os pais dizem coisas ruins do dentista para convencê-las a escovar os dentes.

Em outros casos, o paciente sente vergonha de expor seus dentes para o dentista por eles estarem muito deteriorados.

Pacientes com odontofobia apresentam algum tipo de sintoma?

Quando o paciente tem fobia de dentista, ele apresenta alguns sinais, que logo são identificados pelo profissional. Isso porque é comum que a pessoa fique calada, comece a transpirar, sinta náuseas e até mesmo, caia no choro.

Em casos mais graves, o paciente pode ter ataques de pânico e até mesmo, gritar durante a consulta.

A fobia de dentista causa prejuízos ao paciente?

Para manter os dentes e gengivas bonitos e saudáveis é preciso aliar uma boa higiene bucal a visitas periódicas ao dentista. Quando o paciente sofre com odontofobia, ele não vai evitar ao máximo comparecer no consultório, o que pode prejudicar a beleza de seu sorriso.

Isso porque, caso um problema não seja resolvido no início, o problema se agrava mais ainda e a única solução é a extração dentária. Claro que para estes casos existem os implantes dentários e as pontes fixas. Mas esses procedimentos têm um custo alto e por isso, a prevenção ainda é a melhor forma de manter a integridade de seus dentes e gengivas.

Como superar essa fobia e ir ao dentista sem medo?

O primeiro passo para superar o medo de dentista é uma boa relação entre paciente e profissional. A confiança entre ambas as partes é essencial para superar o problema.

Mas em situações as quais isso não é o suficiente, é preciso que o paciente busque ajuda. No caso das crianças, é ideal que elas sejam levadas ao dentista desde os primeiros anos de vida, pois, dessa forma, elas criam um vínculo com o profissional e não desenvolvem essa aversão ao dentista.

Em circunstâncias as quais o paciente tem um medo extremo da cadeira do dentista, é recomendado um tratamento psicológico. O uso de medicamentos para controlar a ansiedade do paciente antes do procedimento também pode ser indicado em diversos casos.

Técnicas de relaxamento, e meditação também são excelentes formas de superar a odontofobia. Vale lembrar que se você tem esse problema, não precisa ter vergonha de conversar com o profissional a respeito. Afinal de contas, ele está preparado para lidar com esse tipo de situação e ajudar aos pacientes a contornar o problema.

Gostou do post e está a procura de profissionais aptos a lidar com esse tipo de fobia? O Hospital da Face tem uma equipe altamente qualificada, pronta para ajudar você a lidar com esse problema de uma vez por todas.

Comentários