• Blog

    • Início BlogHigiene da língua e as doenças relacionadas

Higiene da língua e as doenças relacionadas

10/12/2015 às 10:05 0 comentários Blog, Hospital da Face

A língua pode apresentar várias doenças

A língua pode ser afetada por diversos fatores como dor, inchaço, alterações do paladar, coloração não habitual e alterações em sua textura. Muitos desses problemas não são graves e costumam ser causados por infecções ou lesões leves na boca. Porém, algumas vezes os sintomas podem ser um sinal de uma doença de base que necessita de tratamento médico. É possível prevenir muitas doenças da língua com uma boa higiene oral.

Como identificar pequenas feridas e úlceras na língua?

As feridas costumam ser pequenas, brancas, profundas ou não, além das avermelhadas e podem aparecer sobre a língua ou ainda, no interior das bochechas e gengivas.

Muitas doenças virais como herpes, caxumba, rubéola, sarampo, entre outras, podem ocorrer por pequenas lesões na língua, às vezes muito discretas, quase imperceptíveis. As aftas aparecem frequentemente e são muito dolorosas e a quimioterapia também pode causar úlceras na língua, além das próteses dentárias mal adaptadas.

Conheça alguns tipos de alterações da língua:

Língua branca

A língua branca ou saburra lingual é caracterizada por uma placa bacteriana esbranquiçada que se forma na parte posterior (fundo) da língua. Normalmente ocorre quando há uma diminuição da produção de saliva ou descamação da mucosa bucal ou ainda, em ambas as situações. É uma das maiores responsáveis pelo mau hálito (halitose).

A descamação excessiva de células pode ser causada por diversos fatores, tais como: a respiração bucal, o ronco, o uso de enxaguatórios bucais que contenham álcool, aparelhos ortodônticos, hábito de mordiscar os dedos, entre outros.

O ideal é consultar o seu dentista para uma análise mais detalhada.

Língua negra

A língua negra pode estar ligada a certos medicamentos (incluindo antibióticos), ao tabaco, a má higiene oral, além do uso indevido de antiséptico bucal que contenha peróxido de hidrogênio ou ainda, a algum tipo de micose.       A coloração preta vem do crescimento bacteriano.

O especialista deverá ser consultado para identificar a possível causa e determinar o tratamento mais adequado.

Língua seca

A língua seca ou boca seca (xerostomia) é quando as glândulas salivares não conseguem produzir quantidade de saliva suficiente para manter a boca umedecida e isso pode acontecer por diversos motivos, dentre eles:

– Efeitos colaterais a alguns medicamentos, por exemplo, para controlar a pressão arterial e a depressão;

– Doenças como a síndrome de Sjögren, HIV/AIDS, diabetes ou doença de Parkinson;

– Radioterapia – tratamento de câncer;

– Quimioterapia;

– Lesão em nervos;

– Menopausa.

Higiene da língua: Como cuidar

O tratamento depende da causa do problema, por isso o paciente deve consultar o dentista para identificá-la e tratá-la corretamente.

Quais são os tumores benignos da língua?

Os tumores benignos da língua são raros e mais conhecidos como cisto, lipoma e papiloma.

– Os cistos são bolas de tamanho variáveis que ficam localizadas debaixo da língua e que podem ser removidas;

– Os papilomas são verrugas ou tumores de pele causadas pelo papilomavírus humano, localizado ou disseminado na boca. O médico optará por remover as verrugas ou não;

– Os lipomas são tumores benignos, massas esféricas, suaves e indolores que aparecem na borda da língua.

 

Como identificar os sintomas de um câncer de língua?

Os sintomas mais comuns são:

– Lesões na língua que não cicatrizam;

– Sangramento;

– Desconforto ao mastigar, durante movimentos da língua ou ao tossir;

– Placa esbranquiçada sobre a língua que tende a tornar-se difícil;

– Surgimento de pequenas glândulas na base do pescoço;

– Mau hálito;

– Dor de ouvido.

Ao identificar qualquer alteração oral ou sintoma persistente consulte o seu dentista para uma avaliação detalhada!

Agenda agora uma consulta clicando aqui!

Comentários