• Blog

O que é o enxerto ósseo dentário?

14/04/2015 às 19:40 0 comentários Blog, Hospital da Face

O enxerto ósseo dentário é um procedimento cirúrgico que consiste em retirar um fragmento de osso de um local adequado que pode ser a mandíbula do paciente, por exemplo, e implantá-lo no local que se quer fazer o reparo. É utilizado para reconstruir a área que perdeu altura ou espessura.

Quando deve ser feito?

Ao longo dos anos podem ocorrer perdas dos dentes e ossos alveolares, ocasionando a diminuição da gengiva e uma série de fatores como, doença periodontal, lesões, traumas, dificuldade de mastigação e até problemas na fala, etc.

O procedimento é indicado para pacientes que possuem diagnóstico de perda óssea e que buscam fazer um implante dentário.

Como é o procedimento do enxerto ósseo dentário?

Realiza-se a cirurgia para a colocação do enxerto ósseo, preenchendo assim a região danificada.

O material para a realização do enxerto ósseo pode ser retirado da própria pessoa (osso autógeno) e tem uma maior facilidade de regeneração, pode ser também retirado de animais (xenógeno – osso liofilizado bovino – Genox ou Bioss) ou ainda, materiais vítreos sintéticos (hidroxiapatita sintética). O procedimento pode ser realizado em fragmentos ou em bloco.

O período de cicatrização e regeneração varia de paciente para paciente, mas normalmente é necessário aguardar por 4 a 6 meses a fim de avaliar o sucesso do procedimento. Depois disso, o paciente deverá marcar consultas de acompanhamento pré-implante para avaliação clínica que será realizada pelo cirurgião dentista e que indicará se as condições estão favoráveis à continuação do tratamento.

Este procedimento cirúrgico visa acrescentar altura ou largura ao osso maxilar e/ou mandibular, aumentando seu volume para a posterior colocação de um implante dentário.

 

Quanto tempo leva para a regeneração óssea total e a liberação para realização do implante?

O tempo de recuperação varia de 06 a 12 meses.

 

Quais os riscos de não se fazer o enxerto ósseo?

Se o paciente diagnosticado com perda óssea, optar por não realizar o procedimento do enxerto ósseo, isso pode lhe causar uma série de problemas funcionais e estéticos.

 

Cuidados

Para realização deste procedimento é necessário o acompanhamento periódico com seu dentista e seguir a risca suas orientações.

Os pacientes fumantes são os mais críticos, eles devem saber de antemão os principais problemas que o cigarro pode ocasionar antes, durante e após o tratamento. Alguns deles:

– Dentes manchados (comprometimento estético);

– Perda óssea decorrente da infecção periodontal;

– Maior chance de rejeição de implantes;

– Maior chance de infecção em enxertos;

– Resposta lenta a cicatrização devido ao fumo.

 

O ideal é que esses pacientes se conscientizem e parem de fumar, para que o procedimento possa ter um resultado positivo.

Entre em contato e marque uma avaliação gratuita.

Comentários