Toxina Botulínica na Odontologia

09/04/2014 às 18:53 0 comentários Blog, Hospital da Face, Instituto Velasco

botox

O uso do conhecido “Botox” ganho a fama nas clinicas de dermatologia e estética. Agora começa a ser aplicado também para várias outras funções dentro da odontologia.

Utilizada experimentalmente a partir da década de 1960, ganho destaque quando chegou sua aplicação para fins estéticos, já em finais da década de 1990, evitando a contração dos músculos que causam rugas e pés-de-galinha e consequentemente deixando a pele mais lisa e bonita.

Através de procedimentos permitidos pelo Conselho Federal de Odontologia, a toxina botulínica e os preenchimentos faciais tem se mostrando um excelente coadjuvante na utilização em diversas patologias e/ou alterações de origens orais. Sobretudo nos casos que envolvem movimentos musculares voluntários ou involuntários, como por exemplo:

– Cefaleia tensional
– Sorriso gengival ou assimétrico
– Correção da comissura labial
– Hipertrofias musculares
– Paralisias faciais
– Apertamentos e bruxismos

A toxina age bloqueando as ações musculares por um período determinado de tempo devendo ser reaplicada quando do término de seu efeito (entre 6 a 8 meses).

Em parceria com a Academia Brasileira de Estética Orolabial, o Hospital da Face e o Instituto Velasco oferece inscrições para pacientes com alterações de sorriso e face para tratamentos através de cursos.

Agende sua avaliação: 11 2940-6452

Comentários