• Blog

    • Início BlogComplicações de implantes dentários: como evitar

Complicações de implantes dentários: como evitar

12/08/2019 às 10:00 0 comentários Blog

O índice de sucesso dos implantes dentários ultrapassa os 98%, mas há casos específicos os quais há uma pequena possibilidade de os resultados do tratamento não serem como o esperado. Além do risco da perda do implante, ainda existe a chance de ter complicações pós-cirúrgicas, caso o paciente não siga as recomendações do dentista.

Neste post, vamos citar algumas complicações que podem ocorrer no tratamento com implantes dentários e dar dicas de como evitar que isso aconteça.

Entenda porque ocorrem complicações nos implantes dentários

As complicações podem acontecer logo após a cirurgia ou depois de algum tempo, por causa de falta de cuidados do paciente com os implantes. Além disso, existem casos mais complexos, que exigem mais habilidade do profissional e, quando o dentista não é capacitado para fazer o tratamento, há o risco de surgirem problemas.

Para realizar o procedimento, há pacientes que merecem atenção especial, pois são considerados de risco. Nesse grupo se encaixam fumantes, diabéticos, pessoas com quadro de periodontite e que têm uma má higiene bucal e pacientes com pouca estrutura óssea, que precisam de enxerto para fazer o tratamento.

Veja quais são as possíveis complicações nos implantes dentários

A seguir, vamos citar as principais complicações que podem ocorrer no tratamento com implantes. Veja quais são eles!

Perda óssea

O paciente pode perder o osso que fica em volta dos implantes, o que compromete o sucesso do tratamento. Para evitar esse problema, o ideal é que o paciente compareça às consultas com o dentista para que o profissional faça o devido acompanhamento do tratamento. Caso ele identifique perda óssea, será feito o procedimento necessário para reverter o problema, evitando maiores danos.

Infecção

Embora seja uma técnica segura, o implante é um procedimento cirúrgico, que exige diversos cuidados por parte do paciente. Então, quando a pessoa não dá a devida atenção à sua higiene bucal no pós-operatório, há o risco de infecções.

Além disso, a má higiene causa doenças na gengiva, o que também pode afetar o sucesso do tratamento. Para evitar esse tipo de complicação, o paciente deve escovar os dentes após as refeições e usar o fio dental pelo menos uma vez ao dia.

Fratura nas próteses

É comum que as próteses — dentes artificiais — sofram pequenas fraturas. Esse problema acontece com mais frequência do que em dentes naturais e por isso, o paciente deve ficar atento aos alimentos que consome. Evitar alimentos duros e pegajosos é uma forma de manter suas próteses intactas por um bom tempo.

Outras complicações possíveis são a perda dos parafusos ou a fratura mecânica das próteses. Isso pode acontecer com pacientes que têm o hábito de ranger os dentes durante o sono.

Perda do implante

Quando há infecções ou fratura, o paciente corre o risco de perder o implante. Em casos os quais a pessoa fuma muito esse risco também existe, já que o tabaco dificulta o processo de osseointegração, que garante a sustentação do implante na boca.

Quando esse problema acontece, o dentista realiza novo procedimento para fixar outro implante no lugar daquele que foi perdido.

Para evitar essas e outras complicações nos implantes dentários é preciso que você escolha muito bem o profissional que vai fazer seu tratamento. A infraestrutura da clínica e a procedência dos materiais utilizados também devem ser levados em consideração, pois todos estes fatores influenciam no sucesso do tratamento.

Gostou do post e quer saber mais sobre o tratamento com implantes dentários? Então confira o post que criamos especialmente sobre o assunto!

Comentários